Debate Descentralizado: Bitcoin, imposto e seu bolso

Recentemente, o assunto sobre impostos nas operações de Bitcoin veio à tona. A declaração possui processos diferentes, dependendo da exchange que você está operando.O seu histórico de negociações pode estar na mira da receita federal, por isso se informar sobre o assunto é de extrema importância.


Quando pensamos no Bitcoin, as primeiras vantagens que nos vem à mente é a liberdade que ele nos proporciona. Liberdade que é acompanhada de uma norma monetária anti-inflacionária. Essas qualidades, somadas com o fator de não ser limitado geograficamente, faz com que o Bitcoin seja o principal meio de troca quando falamos de baixo custo. Essa usabilidade do Bitcoin, o torna muito valoroso. Daí surge a possibilidade de auferir lucro com ele: com operação de compra e venda. Comprar um ativo para vender, pode desencadear o fator gerador do lucro, premissa tributária para cobrança de impostos, porém, somente não movimentar, é o suficiente para se ver livre dos impostos?


Neste domingo, 27/03/2022, o canal Rodrix Digital se juntou a duas especialistas em tributação, Ana Paula, Bacharel em Ciências Contábeis, primeira contadora especialista em tributação de criptomoedas no Brasil e a Taygra Martins, Bacharel em Ciências Contábeis e especialista em tributação de forex, para falar do imposto sobre o Bitcoin sob 5 perspectivas:


  1. Como a Receita Federal sabe que eu tenho Bitcoin?

  2. Eu pago imposto quando compro Bitcoin?

  3. Quais as dificuldades para os contribuintes?

  4. Quais as dificuldades para contadores, advogados e TI?

  5. Tributação no metaverso


Através do comentário dos especialistas, percebemos que não dá para adiar a declaração de impostos por muito tempo. Através dos históricos e registros da Blockchain, a origem do dinheiro de um declarante, por entregar outro.Quer saber como essa conversa se desenrolou? Então não perca o mais recente Debate Descentralizado